Portal do Aluno
(11) 2946-2249 contato@colegioalexandra.com.br

Com novidades, Unicamp abre inscrições para o Vestibular 2020

2de agosto de 2019
by Colégio Alexandra

Aos alunos do Colégio Alexandra que irão prestar vestibulares no fim do ano, fica aqui mais um texto para ler e focar cada vez mais nos estudos:

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) abriu nesta quinta-feira (1º), as inscrições para o Vestibular Unicamp 2020. O prazo termina em 6 de setembro e a inscrição deve ser feita exclusivamente pela internet. O formulário está disponível no site da Comvest: www.comvest.unicamp.br.

O Vestibular Unicamp 2020 concentra 80% das vagas para o ingresso em 2020 e oferece 2.570 vagas, em 69 cursos. A taxa de inscrição, que não teve reajuste em relação ao ano anterior, é de R$ 170 e poderá ser paga até 9 de setembro.

A principal novidade nas inscrições é que, a partir deste ano, os candidatos devem escolher cursos da mesma área de conhecimento: Humanas/Artes; Biológicas/Saúde; Exatas/Tecnológicas. Essa escolha vai definir a prova da segunda fase que os candidatos vão fazer, caso aprovados na primeira etapa.

No processo seletivo deste ano, as provas da segunda fase deixam de ser iguais para todos os candidatos, passando a estar relacionadas com a área de conhecimento dos cursos escolhidos. É possível fazer até duas opções de cursos, desde que da mesma área. Com a alteração, a segunda fase do Vestibular Unicamp será reduzida de três para dois dias.

Nova dinâmica

Para a pró-reitora de graduação da Unicamp, Eliana Amaral, a redução mostra que a Unicamp quer os estudantes em suas melhores condições para prestar a prova, com menos dias, menos cansaço e estresse. Ela ressaltou, no entanto, que a redução de um dia não implica em perda da qualidade do processo seletivo. “Não é apenas o número de dias que faz diferença na prova, mas toda a dinâmica. O que ocorreu é que as provas foram reestruturadas em um formato mais adequado à seleção do perfil do estudante que desejamos”, afirmou.

Amaral destacou que, apesar das provas específicas por área dos cursos escolhidos, o processo mantém algumas provas comuns a todos os candidatos, independentemente das opções. “Matemática é uma linguagem da qual não abrimos mão, pois se entende que hoje o mundo eletrônico, por exemplo, está em todas as áreas do conhecimento, de Humanas e Artes até as específicas que usam as Ciências da Computação. Então essa é uma habilidade cognitiva que queremos que nossos futuros estudantes tragam e desenvolvam mais durante os cursos”, disse a pró-reitora.

De acordo com o diretor executivo da Comvest, José Alves de Freitas Neto, o Vestibular Unicamp mantém suas características gerais de interface com ensino médio e com a sociedade de maneira geral.

“Para além do formato, a Unicamp apresenta um modelo de vestibular cujas provas dialogam com valores importantes, como os direitos humanos. Em um momento em que o conhecimento científico e a importância da universidade pública têm sido questionados em nosso país, se faz necessário reafirmar o compromisso da Unicamp em dialogar, por meio também do vestibular, com valores tais como a autonomia universitária e a liberdade de expressão. Essa autonomia deve estar presente em todas as horas, pois sem liberdade para exercício dos saberes, não há produção de conhecimento e nem cidadania”, pontuou José Alves.

(fonte: Mixvale)

Notícias

Deixe uma resposta